Comitê da Cultura de Paz

40º Fórum
O Brasil no mundo: Raízes da identidade brasileira

Com István Jancsó

A proposta é colocar em discussão, com a análise centrada no âmbito do processo de formação dos Estados nacionais, as matrizes da identidade brasileira que, engendradas no início do século XIX, expressam ainda hoje uma das faces menos iluminadas do enigma brasileiro. Partindo das tensões entre a construção do Estado e da nação, e colocando em destaque a peculiar articulação da diversidade constitutiva do universo brasileiro, objetiva-se conferir destaque aos mecanismos de construção da memória coletiva como instrumento de projetos nacionais.

Ainda que se tenha como acertado que a formação do Estado nacional brasileiro resultou de um processo de grande complexidade ao qual é equivocado reduzir à ruptura, em 1822, do pacto que integrava as partes da América no Império português, é preciso reconhecer que a complexa interface entre a emergência e consolidação deste Estado, e as da nação em cujo nome ele foi instituído, constitui um dos mais renitentes “buracos negros” da História brasileira.

Problema de interesse restrito a acadêmicos? É evidente que não, pois a compreensão das estruturas nacionais, desses espaços de coesão grupal resultantes de longa sedimentação histórica de interesses, códigos, de identidades e de artefatos culturais e políticos, permanece dotada da mais urgente atualidade, até porque é neste âmbito que reside o acesso à compreensão, com evidentes implicações práticas, da natureza íntima dos processos de coesão grupal, que os são também da luta de classes, instância que engendra o substrato das formas concretas de cooperação e/ou conflito que se desdobram em seu interior.


István Jancsó: Professor do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e Diretor do Instituto de Estudos Brasileiros da USP. Foi professor da PUC-SP, Universidade Federal da Bahia e da Universidade de Nantes/França. É autor de vários livros e artigos em revistas especializadas sobre a história da formação do Estado e da nação brasileiros, dentre os quais: Cronologia de História do Brasil Colonial; Na Bahia contra o Império; Brasil: Formação do Estado e da nação; Festa: cultura e sociabilidade na América portuguesa.

 


ENTRADA FRANCA
10 de maio de 2005 – terça-feira – 18 horas
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Auditório Paula Souza
Av. Dr. Arnaldo, 715 – São Paulo – (Estação Clínicas do Metrô)

Realização: Comitê Paulista para a Década da Cultura de Paz
– um programa da UNESCO -