Comitê da Cultura de Paz

Novas turmas dos Cursos de Justiça Restaurativa

O Programa Justiça 21, que desde o ano de 2005 oferece formação sobre procedimentos restaurativos para novos coordenadores de círculos, divulga o calendário dos cursos de Justiça Restaurativa para o segundo semestre de 2011.

As tradicionais turmas regulares de Iniciação em Justiça Restaurativa e de Formação de Coordenadores de Práticas Restaurativas acontecerão no mês de outubro. Em novembro, mais uma edição da turma intensiva em regime de imersão, destinada aos interessados residentes fora de Porto Alegre, cujo sucesso na primeira edição superou as expectativas e que, seguindo as turmas regulares, abre as inscrições com a lista de espera.Curso de Iniciação em Justiça Restaurativa

Objetivos
• Formar lideranças em Justiça Restaurativa.
• Embasar teoricamente a formação dos Coordenadores de Práticas Restaurativas.
• Apoiar a Criação de Grupos de Estudos e difundir a Implantação das Práticas Restaurativas.

Datas do curso: 07, 08, 14 e 15 de outubro de 2011Conteúdo programático
• Justiça Restaurativa, Cultura de Paz e Valores Humanos: Justiça como valor. Relações Sociais. Conflitos. Normas. Justiça como Função. Reafirmação de valores: o verdadeiro valor da Justiça. Transformações da função do juiz e democratização da Justiça.

• Justiça de Guerra e Justiça de Paz: Justiça e Retaliação. Justiça no Estado Moderno e o Monopólio da Violência. Garantias Penais. Justiça de Guerra e Justiça de Paz.

• Justiça, Pedagogia e Valores Humanos: Anomia, Heteronomia e Autonomia. Falhas na socialização. Crise do controle heterônomo. Justiça, Pedagogia e Educação em Valores. Resolução de conflitos como oportunidade de aprendizagem. Processos e Valores Restaurativos. Valores Fundamentais da Justiça Restaurativa.

• Conceitos Básicos de Justiça Restaurativa:Subsídios das Nações Unidas sobre Justiça Restaurativa. Conceitos Fundamentais de Justiça Restaurativa. Sistemas de Justiça – Shannon Moore. Interpretações da Justiça – Howard Zehr.

• Justiça Restaurativa e Responsabilidade:Democracia, Autoridade e Responsabilidade. Justiça Punitiva e Desresponsabilização. Punição, Tratamento e Responsabilização. Vergonha Reintegrativa. Interpretações da Responsabilidade segundo Zehr. Responsabilidade e empatia.

Formação de Coordenadores de Práticas Restaurativas

Objetivos
• Envolver o participante com os fundamentos teóricos da Justiça Restaurativa e oportunizar a prática das técnicas de mediação pela apropriação da linguagem referenciada pela Comunicação Não-Violenta, com a revisão de todos os passos e habilidades necessárias para a preparação, desenvolvimento e conclusão do Círculo Restaurativo, de acordo com os procedimentos recomendados pelo Programa Justiça para o Século 21.

Datas do curso: 21, 22, 28 e 29 de outubro de 2011

Conteúdo programático

• Tipos e Metodologias de Práticas Restaurativas:Conciliação. Mediação. Conferências Familiares. Círculos de Paz. Modelo Zwelethemba. Práticas Restaurativas no Programa Justiça 21. Círculos Restaurativos. Círculos Familiares. Círculos de Compromisso. Diálogos Restaurativos.• Introdução à Comunicação Não-Violenta: Base ética. Conceito. Valores. Processo de comunicação. Escuta e perguntas empáticas, Como fazer perguntas empáticas, Tradução. Princípios da avaliação contínua no proceder restaurativo: voluntariedade, inclusão e horizontalidade. Fechamento do conteúdo com exercícios práticos.

• O Procedimento Restaurativo: Ambientação e Implementação: Dialogar com os poderes. Espaço próprio para a realização de círculos. Horário dos círculos. Solicitação e rotinas. Comunicação e Informação. O contexto sistêmico: influência, obrigatoriedade e utilização. O papel do Coordenador: atividades e habilidades, preparação subjetiva e objetiva. Prática do Programa Justiça 21:Particularidades do Pré-Círculo, Círculo e Pós-círculo Restaurativo: objetivo de cada encontro, lógica dos participantes, pré-condições operacionais e subjetivas, definição dos participantes, etapas do procedimento, momentos do pré-círculo, do círculo restaurativo e do pós-círculo. Foco no momento do Círculo Restaurativo e Perguntas Empáticas. Simulação de Círculo Restaurativo.
Carga-horária
• 32horas-aulas cada curso.Vagas
Total de vagas: 40 por turma.

Horário das aulas
Sextas-feiras, das 13h30 às 17h30
Sábados, das 8h30 às 11h50

Local das aulas
Escola Superior da Magistratura da AJURIS – Rua Celeste Gobatto nº 229 – Porto Alegre/RS

ATENÇÃO: O Curso de Iniciação em Justiça Restaurativa é pré-requisito para matrícula no Curso de Formação de Coordenadores de Práticas Restaurativas, e/ou comprovante de conhecimento teórico em Justiça Restaurativa.

Curso Intensivo de Justiça Restaurativa

O que é: turma especial destinada a facilitar a participação dos alunos residentes fora de Porto Alegre. Curso em imersão, incluindo hospedagem e visitas de intercâmbio.

Objetivo
Formar coordenadores de Círculos Restaurativos para que assumam a função de multiplicadores das práticas de Justiça Restaurativa na pacificação de violências e resolução de conflitos.

Carga horária do curso intensivo: 48 horas-aula

Carga horária da atividade complementar/intercâmbio: 10 horas-aula

Vagas: 50 alunos

Datas do curso
07 a 11 de novembro de 2011

Conteúdo Programático

Módulo teórico – Iniciação em Justiça Restaurativa

Justiça Restaurativa, Cultura de Paz e Valores Humanos. Justiça de Guerra e Justiça de Paz. Justiça, Pedagogia e Valores Humanos. Conceitos básicos de Justiça Restaurativa. Justiça Restaurativa e Responsabilidade.

Módulo prático – Formação de Coordenadores de Práticas Restaurativas

Práticas Restaurativas: Tipos e Metodologias, Princípios e valores. Práticas Restaurativas do Programa Justiça 21. Introdução a Comunicação Não-Violenta e Prática da CNV. Procedimento Restaurativo – ambientação, implementação e simulação de Círculo Restaurativo.

Intercâmbio – atividade complementar ao curso com visitas às Centrais de Práticas Restaurativas na Comunidade e no Juizado da Infância e da Juventude de Porto Alegre, onde serão apresentadas algumas das experiências referenciais da implantação e aplicação das práticas restaurativas.

Local das aulas: Casa Marisa da Juventude – CAJU – Rua Aracaju, 651 – Vila Nova – Porto Alegre/RS.

Informações Gerais

Público-alvo: Profissionais e estudantes das áreas da justiça, educação, assistência social, segurança, saúde; operadores da Rede de Atendimento da Infância e Juventude, lideranças comunitárias, gestores públicos e de ONGs com atuação na área social, demais interessados, residentes fora da cidade de Porto Alegre e/ou do Estado do RS, que desejam conhecer e aplicar as práticas restaurativas nos seus espaços acadêmicos, institucionais e comunitários.Certificados: será fornecido certificado aos cursistas que obtiverem frequência mínima igual ou superior a 75%.

Investimento

1) Cada curso isoladamente – Iniciação em Justiça Restaurativa ou Formação de Coordenadores de Práticas Restaurativas, terá o valor de R$ 199,00 em parcela única. O investimento corresponde a inscrição e material didático.
Na contratação conjunta dos dois cursos será oferecido um desconto e o pacote, com desconto, custará R$ 357,00 e poderá ser pago à vista ou em duas parcelas de R$ 178,50 cada.2) O investimento para o Curso Intensivo de Justiça Restaurativa é de R$ 714,00, podendo ser pago a vista ou em duas parcelas de R$ 357,00 cada. O investimento corresponde a hospedagem, a alimentação, a taxa de matrícula, o transporte para as visitas de intercâmbio, o material didático e o certificado.

Inscrições para todos os cursos
1) As inscrições deverão ser feitas através do preenchimento on line da ficha de inscrição no site www.escoladaajuris.org.br, seção Cursos – Cursos de Justiça Restaurativa. A inscrição só será efetivada após o pagamento do boleto bancário.

2) Enviar cópia dos documentos de identidade – Carteira de identidade e CPF, identificando o curso, para o fax (51) 3224.7254 ou para o e-mail secretaria@justica21.org.br.

Maiores informações poderão ser obtidas através do e-mail acima ou do telefone (51) 3284.9022 / 3284.9000.