Comitê da Cultura de Paz

Por amor a Gandhi

O jovem profressor Shang – um dos maiores estudiosos dos escritos de Gandhi na China – lança seu mais recente projeto.
Shang Quanyu se apaixonou por Mahatma Gandhi quando era um jovem estudante de graduação em Xian, cidade central chinesa conhecida por seus guerreiros de terracota. Shang estudou com um velho especialista em Índia” na Northwest University, Peng Shu Zhi, quem primeiro lhe apresentou os escritos de Gandhi. Shang foi fisgado e acabaria fazendo seu doutoramento sobre Gandhi. Hoje, ele talvez seja um dos maiores especialistas na China sobre os livros de Gandhi, e escreveu vários livros sobre sua filosofia.O mais recente projeto de Shang – que ele descreve como o mais original – foi lançado em Beijing na primeira semana de agosto. O jovem professor, que também leciona na Universidade de Relações Internacionais de Guangdong, traduziu para o chinês uma obra sobre o diplomata indiano aposentado Embaixador Pascal Alan Nazaré. A notável liderança de Gandhi será publicado pela Imprensa Comercial da China e lançado em todo o país no próximo ano.

Shang diz que este é o único livro, dentre as centenas já escritos sobre Gandhi, que foca em sua liderança, e irá fornecer aos chineses “novas perspectivas sobre o pensamento indiano e os ideais de Gandhi”.

Os editores anunciaram o acordo com o professor Shang em uma cerimônia realizada na Embaixada da Índia em Beijing na semana passada, na qual jovens chineses prestaram um comovente tributo a Gandhi com perfeitas interpretações de “Raghupathi Ragava Raja Ram”.

O embaixador da Índia na China, S. Jaishankar, afirmou que o livro “irá ajudar a orientar o que, espero, será um público cada vez maior para as relações Índia-China nos próximos anos”, acrescentando que a medida contribuirá para debates que estão se dando sobre “a importância do soft power e as limitações do hard power”.