Comitê da Cultura de Paz

109º Fórum
Um Profeta em Nova Iorque – Leitura dramática inspirada na vida e obra de Khalil Gibran

com a Companhia Teatral Arnesto nos Convidou e o dramaturgo Samir Yazbek Abertura de Aida R. Hanania – professora titular aposentada da FFLCH-USP

Um Profeta em Nova Iorque é um texto teatral inédito, do dramaturgo e diretor Samir Yazbek, inspirado na vida e obra do poeta, escritor e artista plástico libanês Khalil Gibran (1883-1931), autor do best-seller mundial O Profeta.

Tomando como pano de fundo a época em que Gibran viveu em Nova Iorque, no início do século XX, acompanhamos o florescimento de sua literatura, a luta pelo reconhecimento do seu trabalho, além do diálogo imaginário com figuras emblemáticas de sua infância.

Recriando o cotidiano de Gibran durante esse período, Um Profeta em Nova Iorque aborda, em forma de parábola, os desafios de se tentar levar uma vida espiritualizada nas grandes metrópoles.

Após a leitura de trechos da peça, cuja sonoplastia é do músico Sami Bordokan, o elenco (integrado por Helio Cicero, Daniela Duarte, Douglas Simon e Gabriela Flores), e o autor e diretor Samir Yazbek abrirão um debate com o público.

O título da peça é retirado de uma biografia sobre Gibran, obra do escritor e historiador Mustafa Yazbek, publicada em 1984, pela Editora Brasiliense.

Com produção e administração de Silvia Marcondes Machado (Mecenato Moderno), e apoio cultural da Associação Cultural Brasil-Líbano, presidida por Lody Brais, Um Profeta em Nova Iorque tem estreia prevista para o segundo semestre de 2014, em São Paulo.

A Companhia Teatral Arnesto nos Convidou é responsável por alguns dos maiores sucessos do teatro brasileiro recente, tais como O Fingidor (Prêmio Shell 1999 de melhor autor), As Folhas do Cedro (Prêmio APCA 2010 de melhor autor) e Fogo-Fátuo (2012). Essas peças, entre outras atividades, integram o repertório da Companhia e do dramaturgo Samir Yazbek, em cartaz no SESC Santana (SP) até 15 de dezembro.


Samir Yazbek é dramaturgo e diretor teatral. Consolidou sua formação com o diretor Antunes Filho. Escreveu O Fingidor (Prêmio Shell 1999 de melhor autor), As Folhas do Cedro (Prêmio APCA 2010 de melhor autor) e Fogo-Fátuo, entre outras. É autor de O Teatro de Samir Yazbek, lançado, em 2004, pela Coleção Aplauso, da IMESP. Em 2008, foi ao ar pela TV Cultura, em parceria com a Rede SESC TV, o teleteatro Vestígios, que Yazbek escreveu e dirigiu; e uma adaptação de sua peça O Fingidor, que também dirigiu. Em 2011, Yazbek participou do Festival de Cádiz com a palestra A Procura por um Teatro Poético. Em 2012, a editora mexicana Libros de Godot publicou El Teatro de Samir Yazbek, com quatro obras do autor. No mesmo ano, Yazbek foi o primeiro dramaturgo brasileiro a estrear uma peça inédita: The Ritual, no National Theatre, de Londres. Em 2013 apresentou a conferência “Dramaturgia: a arte de tornar visível o invisível”, na Universidade de Minnesota (EUA).

 


ENTRADA FRANCA

12 de novembro de 2013 • terça-feira • 19 horas
Auditório do MASP ▪ Museu de Arte de São Paulo
Av. Paulista, 1578 – São Paulo/SP – Estação Trianon-Masp do metrô
Não é necessário fazer inscrição antecipada

Realização: Comitê da Cultura de Paz

Apoio