Comitê da Cultura de Paz

21º Fórum
Cultura de Paz como Política Pública

A grita contra a violência é geral, assim como a grita da própria violência. Quem alimenta? O sistema injusto, que gera privilégios a uns poucos? Uma distribuição de renda que a maioria sonha, mas que nenhum governo foi capaz de realizar? Por que Cultura de Paz está sendo citada no engajamento de muitos setores da sociedade, inclusive políticos? Cultura de Paz é o compromisso coletivo com a busca da justiça, do respeito e da solidariedade, através do diálogo, da negociação e da mediação, alicerçados na prática da não-violência.
E a participação do Estado se dá na formulação e aplicação de políticas públicas promotoras da articulação e da inclusão social, e da transformação de valores, atitudes, comportamentos e estruturas geradoras de violência.

É este enfoque que estará sendo discutido dia 26 de novembro, terça-feira, pelo Conselho Parlamentar pela Cultura de Paz, a partir das 14h e até 18h, no auditório Franco Montoro da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Vamos conhecer e avaliar o que a Dra. Heloisa Helena Fernandes Gonçalves da Costa está construindo junto à Prefeitura de Salvador/BA, como mediadora estratégica do
Programa Intersetorial de Promoção de Paz e Qualidade de Vida daquele município. Este será o segundo fórum “Diálogos pela Cultura de Paz – uma política inadiável”, promovido pelo Conselho.

 



O Conselho Parlamentar pela Cultura de Paz está em formação há um ano na Assembléia Legislativa. É fruto da iniciativa de diversas entidades da sociedade civil que se dedicam à construção da cultura de paz, oriundas do trabalho que vem sendo realizado pelo Comitê Paulista pela Década da Cultura de Paz – um programa da UNESCO, que atua na Faculdade de Saúde Pública da USP.

Dra. Heloisa Helena Fernandes Gonçalves da Costa é mediadora estratégica do Programa Intersetorial de Promoção da Paz e Qualidade de Vida da Cidade do Salvador, consultora da UNESCO nas áreas de Cultura e Educação para a Paz e Preservação do Patrimônio Histórico Cultural, desde 1986;PhD em Sociologia pela Universidade de Quebec, Montreal (2000); Mestre em Ciência Sociais, UFBA Licenciada em História pela Universidade Federal Fluminense, RJconsultora da UNESCO nas áreas de Cultura e Educação para a Paz e Preservação do Patrimônio Histórico Cultural, desde 1986; PhD em Sociologia pela Universidade de Quebec, Montreal (2000); Mestre em Ciência Sociais, UFBA Licenciada em História pela Universidade Federal Fluminense, RJ