Comitê da Cultura de Paz

47º Fórum
“O que me preocupa não é o grito dos violentos, é o silêncio dos bons”

“O QUE ME PREOCUPA NÃO É O GRITODOS VIOLENTOS, É O SILÊNCIO DOS BONS.”
Martin Luther King

Com Celso Garbarz

Surpresa. Perplexidade. Diariamente deparamos com cenários nacionais e internacionais que mudam atores e enredos a uma velocidade inaudita. Hoje, as mudanças são acéfalas, anônimas, e destroem códigos não escritos, consensuados durante centenas de anos, que viabilizaram um convívio social pautado na confiabilidade de um comportamento previsível.

As comportas que balizavam projetos de vida ditos civilizados, isto é, com um mínimo de normas e princípios humanitários, estão rachando frente à pressão exercida por minorias recentemente fortalecidas, precipitando a maioria dos povos e nações em uma condição
“sem saída”.

Como dar conta de tamanha complexidade? O que pode ser negociável para promover acordos, diálogo, proximidade e respeito? Como metabolizar ódios e ressentimentos históricos a fim de possibilitar uma convivência decente e não-violenta?

Essas serão algumas das questões abordadas neste fórum pelo historiador Celso Garbarz, cuja experiência direta em missões internacionais em Ruanda, Haiti, Bósnia, Somália, Palestina e Líbano – na condição de membro da Anistia Internacional – oferecem uma vasta perspectiva para refletir e propor ações que viabilizem um presente lúcido e um futuro desejável.

 


Celso Garbarz: Historiador, ativista de direitos humanos, ex-membro do Comitê Executivo Internacional da Anistia Internacional, diretor da organização de direitos humanos B’Tselem, coordenador da ação político-social da FERSOL Indústria e Comércio Ltda.

 


ENTRADA FRANCA
4 de abril de 2006 – terça-feira – 18 horas
SESC Avenida Paulista
Av. Paulista, 119 – Paraíso – São Paulo – SP
(Estação Brigadeiro do Metrô)