Comitê da Cultura de Paz

62º Fórum
Amazônia para Sempre

a cargo de Christiane Torloni e Victor Fasano

Durante as gravações da minissérie Amazônia – de Galvez a Chico Mendes artistas brasileiros tiveram contato com a dura realidade da nossa floresta. Constataram o efetivo desflorestamento que a Amazônia vem sofrendo e resolveram criar um manifesto em prol da Floresta, à qual enxergamos de maneira inconseqüente “como um obstáculo ao progresso, como área a ser vencida e conquistada. Um imenso estoque de terras a se tornarem pastos pouco produtivos, campos de soja e espécies vegetais para combustíveis alternativos, ou então uma fonte inesgotável de madeira, peixe, ouro, minerais e energia elétrica. Continuamos um povo irresponsável. O desmatamento e o incêndio são símbolos da nossa incapacidade de compreender a delicadeza e a instabilidade do ecossistema amazônico e como tratá-lo”.

Assim, idealizado pelos atores Christiane Torloni e Victor Fasano, a partir da carta manifesto escrita pelo também ator Juca de Oliveira, surgiu o projeto Amazônia para Sempre que tem como principais objetivos: informar e sensibilizar o cidadão brasileiro sobre a situação desta região tão importante para o Brasil e para o mundo; e captar no mínimo um milhão de assinaturas de adesão ao manifesto, as que serão encaminhadas ao Presidente da República exigindo o cumprimento do Parágrafo 4º, do Artigo 225 da Constituição Federal, que determina a preservação da Floresta Amazônica.

 


ENTRADA FRANCA

11 de março de 2008 · terça-feira · 19 horas
Auditório do MASP · Museu de Arte de São Paulo
Avenida Paulista, 1578 – São Paulo / SP – Estação Trianon-MASP do Metrô
Informações: Palas Athena (11) 3266-6188

 


Christiane Torloni é atriz de cinema, teatro e televisão, com 33 anos de carreira, reconhecimento internacional e inúmeras premiações. Além de seu trabalho como atriz, atua em causas sociais, tendo sido madrinha de instituições de saúde como o Hospital Infantil do Câncer, de Belo Horizonte. Fortalece, com sua imagem, diversas ações de cidadania. Também participa ativamente de questões políticas, como o movimento “Diretas Já”. É uma das organizadoras – ao lado de Victor Fasano e Juca de Oliveira – do movimento Amazônia para Sempre , com o intuito de interromper a devastação desse ecossistema. Conquistou o Prêmio APCA 2001, na categoria de Melhor Atriz, pela telenovela Um Anjo caiu do Céu; Melhores do Ano 2005 do Domingão do Faustão, na categoria de Melhor Atriz, pela telenovela América; 26º Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto 2006, pelo Conjunto da Obra.

Victor Fasano é ator, já participou de 11 novelas e 2 minisséries além de ser apresentador do programa Globo Ecologia da Rede Globo. Em paralelo à carreira de ator trabalha ativamente na área de Meio Ambiente onde, desde 1985, está à frente do Criadouro Tropicus - Associação Cultural, Científica e Educacional, que cria espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção para re-introdução na natureza. Em 2005 representou a Prefeitura do Rio de Janeiro na Conferência de Meio Ambiente em São Francisco (USA), e em 2007 fez parte como palestrante do XVI Congresso da Sociedade de Zoológicos, quando apresentou o tema “Importância da Manutenção e Reprodução de Animais em Cativeiro como Estratégia de Conservação”. Ainda em 2007 recebeu o Prêmio “Verde das América”, do VII Encontro Verde das Américas, realizado em São Paulo.