Comitê da Cultura de Paz

Bienal de Luanda segue até domingo e reúne líderes mundiais em torno da Cultura de Paz

Luanda, Angola, 20 de setembro – A Bienal de Luanda, Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz, teve um início forte após a sua abertura na capital angolana, quarta-feira de manhã. “As várias disciplinas artísticas que vão ser apresentadas nesta Bienal são a expressão da criatividade dos artistas africanos e podem contribuir não só para a reafirmação de uma africanidade global, mas para a promoção de valores culturais genuinamente africanos e favoráveis à paz” afirmou o presidente angolano João Lourenço.

O presidente Lourenço juntou-se aos presidentes do Mali e da Namíbia, a presidente da Comissão da União Africana e a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay. “Por que estamos a falar de uma ‘Cultura de Paz’ em vez de ‘Paz’, perguntou o diretora-geral Azoulay. “Porque a cultura da paz é mais do que um armistício ou um cessar-fogo. Ela é construída e deve ser alimentada ao longo do tempo”.

Há muito mais no programa da Bienal de Luanda, com eventos que acontecem ao longo da noite de domingo, principalmente no Memorial Dr. António Agostinho Neto (MAAN), onde se realiza o Fórum da Juventude e o Fórum de Ideias, enquanto a Fortaleza de São Miguel, onde o Festival de Culturas apresenta várias formas de expressão artística, do cinema à dança, à poesia, às apresentações e exposições.

 

Entre os destaques da programação no MAAN:

Sexta-feira

9h00-10h30 Não deixando ninguém para trás: refugiados, retornados e pessoas deslocadas, rumo a soluções sustentáveis para o deslocamento forcado na África.

Moderadora: Mariama Touré Thiam, chefe Ciências Sociais e Humanas, UNESCO

11h00-12h30 África Global: Explorando a presença africana no mundo

Moderadora: Zeinab Badawi, jornalista da BBC e produtora da série sobre a História Geral da África

14h30-16h30 Criatividade, Empreendedorismo e Inovação

Moderador: Marius Tchakounang, chefe do campus digital de língua francesa AUF, Camarões

Sábado

9h30-11h00 Vulnerabilidade de meninas e mulheres à violência/ A Mulher como agente pela paz

Moderadora: Georja Calvin-Smith, Jornalista da França 24

11h30-13h00 Redes de mulheres para a Cultura de Paz em África

Moderadora: Ana Elisa Santana Afonso, diretora da União Africana e do Escritório de Ligação da UNESCO e Representante da UNESCO na Etiópia

Domingo

9h30-10h30 Mídia livre, independente e pluralista para promover a Paz e o Desenvolvimento na África

Moderadora: Georja Calvin-Smith, jornalista da France 24

11h30-12h30 Cerimónia de encerramento

Apresentação e adoção – Edição 2019: Apelo à Ação para uma Cultura de Paz na Bienal de Luanda

Além disso, um dia inteiro de programas culturais continuará no domingo no Festival de Culturas (10h00-22h00; Fortaleza São Miguel). A Bienal encerrará com um concerto (19h00-00h00; Baia de Luanda, Marginal).

 

Mais informações:

  • Site da Bienal de Luanda

https://pt.unesco.org/biennaleluanda2019

  • Contato de imprensa

Ophélie Kukansami-Leger (UNESCO, em Luanda): o.kukansami-leger@unesco.org, +244 927 271 253